Fora de quê?

O que é que você está perdendo ao Ficar de Fora?, de verdade?

A Grande Procura não deveria ser por conseguir o que todo mundo está conseguindo. Até porque ter tudo o que todo mundo tem o tempo todo é, além de impossível, estúpido: pra conseguir algo realmente relevante, realmente fantástico, você vai ter que abrir mão de muitas coisas – tanto relevantes quanto irrelevantes.

Seu medo deveria ser o Medo de Ficar de Fora da busca pelo Sublime. Quanto tempo você deixou de usar em algo admirável pra gastar em coisas triviais, só porque teve medo de ficar de fora? Quantas coisas você fez por pressão do Domínio Público – que, via de regra, se nivela pelo (e te traz junto para o) medíocre?

Claro que isso passa necessariamente por uma Falha de Filtro: você está tão concentrado em beber o máximo de informação possível que não para pra separar o que, de tudo que você sente, é realmente seu e o que o Domínio Público decidiu que você é – e claramente sofre de falta de Priorização.

Qual foi a última coisa Sublime que você realizou? Como você se sentiu?

2 respostas para “Fora de quê?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *